Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Por favor fica e não vai


FOI BOM TE ENCONTRAR
ASSIM COMO FOI TE CONHECER
COMO O SOL NO AMANHECER
QUE NASCE PRA ILUMINAR
VOCÊ É UMA ESTRELA A BRILHAR
NO CÉU DO MEU PENSAMENTO
NÃO TE ESQUEÇO UM SÓ MOMENTO
DA MINHA CABEÇA VOCÊ NÃO SAI
POR FAVOR FICA E NÃO VAI
COMO UMA FOLHA NO VENTO

De Mario Almeida
Para uma pessoa muito especial!

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A Seca no Sertão














Mariana Teles

ossa pátria nordeste é novamente
Esquecida aos olhos da ''alvorada''
Do palácio central ninguém traz nada,
Nem um terço se quer do que é da gente,
E enquanto o sol tosta a terra quente
Se pra crise européia tem dinheiro,
Para o sertão é mais justo que apareça
''É preciso que Dilma reconheça
Que o chão nordestino é brasileiro''


Um jatinho percorre o estrangeiro



Eu não sei se a senhora está lembrada
Que o Brasil vai além da sua ''Minas'' 
Que existe nas terras nordestinas 
Uma pátria de outra dizimada 
Venha ver seus irmãos quase sem nada,
Padecendo na seca o tempo inteiro 
Que se o seu coração for verdadeiro, 
É provável demais que ele adoeça
''É preciso que Dilma reconheça 
Que o chão nordestino é brasileiro''

Mariana Teles
Fonte: Blog do Josa Rabelo 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A IMPRENSA VIRA A CARA, PARA A SECA DO SERTÃO.



NA TELEVISÃO NÃO PASSA
ANIMAIS TOMANDO LAMA
EU VI MUITO MAIS OBAMA
QUE OSSOS D'UMA CARCAÇA
CACIMBA SECA E DESGRAÇA
NÃO CHAMAM MAIS ATENÇÃO
VAQUERO MOSTRANDO A MÃO
NA TV É COISA RARA
A IMPRENSA VIRA A CARA
PARA A SECA DO SERTÃO.

NA GRADE DIARIAMENTE
WILLIAM FAZ UM JORNAL
QUE DIZEM QUE É NACIONAL
SEM NOTICIAR A GENTE
NUM REGIME "DIFERENTE"
RONALDO GANHA UM MILHÃO
AMPARA QUEM JÁ TEM PÃO
E QUEM NÃO TEM DESAMPARA
A IMPRENSA VIRA A CARA
PARA A SECA DO SERTÃO.

MORTES? DUZENTAS MIL!
O GADO SENTIU DECLÍNIO
É O MAIOR EXTERMÍNIO
QUE O SERTANEJO JÁ VIU
A IMPRENSA NÃO COBRIU
"MIMOSA" QUE SEM RAÇÃO
RECEBEU EXTREMA UNÇÃO
NUM GIRAL FEITO DE VARA
A IMPRENSA VIRA A CARA
PARA A SECA DO SERTÃO.

Lenelson Piancó Costa
ENVIADO POR LUCIVANIA BERNADO DE ITAPETIM