Blog Sertão Poeta, Anuncie!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

ANDANDO POR AÍ



EU TENHO ANDADO DE UM JEITO
DE UM JEITO QUE NÃO ENTENDO
É COMO SEU EU VISSE ALGO
QUE NADA TIVESSE VENDO
É COMO SE PARASSE PRA PENSAR
E O PENSAMENTO A VIAJAR
NO PERCURSO FOSSE SE PERDENDO

MINHA CABEÇA VIVE OCUPADA
SENDO QUE ELA VAZIA ESTÁ
ÀS VEZES PRECISO DE UM SILÊNCIO
PRA MEU PRÓPRIO SILÊNCIO ESCUTAR
E COMO O SILÊNCIO É UM VAZIO
PERCO-ME NESSE VÁCUO SUTIL
QUE NÃO SEI ONDE VAI PARAR

Mario Almeida ( O Poeta Apaixonado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário