Blog Sertão Poeta, Anuncie!

FILIE-SE AO CLUBE DA POESIA NORDESTINA

Acesse  e veja o regulamento para filia-se, fazer parte e também divulgar nossa Cultura Nordestina:

www.clubedapoesianordestina.com.br

2 comentários:

  1. SONETO SEM A LETRA "A"

    Eu rebusco mil versos diferentes
    Com o brilho dos versos ontem visto,
    Sem contudo tolher elos regentes
    Que mutilem o enredo que persisto.

    Sinto o peso que em cruz torturou Cristo
    Eis que surge intempérie no compor.
    Reconquisto o intuito - se desisto,
    Um vencido, rei posto, desertor.

    Ressuscito e prossigo no intento,
    Se o primeiro terceto vem isento,
    Outro sim, no provir, tem seu destino.

    Urge o tempo incrédulo - eu descrente
    O segundo terceto reticente
    Irrompendo, por Deus, enfim termino.
    Alderi Jr - Mauriti-Ce

    ResponderExcluir
  2. OS AUTOS

    Irrompendo da lavra do causídico
    Já gestando o pedido inaugural,
    Segue, a peça, o seu rito inicial
    Adentrando no âmago jurídico.

    Não pressentem, os autos, o fatídico
    Embaraço de ritos infindáveis
    Que os farão, por mortais, inalcançáveis,
    Ante o tempo tardio, atroz, verídico.

    Sob os olhos de Orfeu, jazem, na estante,
    Esperando o despacho triunfante,
    Saneando, talvez, vício pretérito.

    Queira Deus que não levem descaminho,
    Que não pairem no fosso do escaninho
    Mendigando resolução de mérito.
    Alderi Jr
    Mauriti - Ceará

    ResponderExcluir