Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

CAUSASTES NA MINHA VIDA

CAUSASTES NA MINHA VIDA
UMA TOTAL DESTRUIÇÃO
REVIRASTES O MEU PEITO
COMO FAZ UM FURACÃO
INUDASTES OS MEUS OLHOS
COMO TEMPESTADE DE VERÃO

MEU PEITO FOI DESTRUIDO
O CORAÇÃO ESTÁ DESABRIGADO
SÓ O TEMPO É A COMPANHIA
PRA ESQUECER TODO PASSADO
E REERGUER A ESTRUTURA
DE UM AMOR DESPEDAÇADO

USASTES TODO TEU PODER
DE VILÂ INCODICIONAL
TAUVEZ SEM AVALIAR
QUE CAUSARIA ESTE MAL
NÃO MEDIU AS CONSEQUÊNCIAS
DESSA CRUELDADE BANAL

SEI QUE O PRÓPRIO TEMPO
HÁVERAR DE TE COBRAR
POIS QUEM AQUI FAZ
AQUI MESMO IRAR PAGAR
POR ASSIM TER DESTRUIDO
UM CORAÇÃO QUE QUERIA AMAR

(Mario Almeida)

Nenhum comentário:

Postar um comentário