Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

DEPOIS QUE O AMOR FOI EMBORA

ESTOU CHORANDO POR UM MOTIVO
É QUE UM AMOR QUE ESTAVA VIVO
HOJE ELE ACABA DE MORRER
O MEU PEITO SÓ LAMENTA
CORAÇÃO JÁ NÃO AGUENTA
ESSA FALTA DE VOCÊ

DEPOIS QUE O AMOR FOI EMBORA
SÓ RESTOU SALDADE AGORA
DENTRO DESSE MEU PEITO
ERA UM AMOR QUE EU PENSAVA
QUE JAMAIS SE ACABAVA
VEJO AGORA NÃO TEM MAIS JEITO

VOU FICAR AQUI SOFRENDO
POUCO A POUCO VOU MORRENDO
DERRAMANDO OS PRANTOS MEUS
POR UM AMOR QUE DEU PARTIDA
QUE DIXOU AMINHA VIDA
NEM SE QUER ME DISSE ADEUS

DIZEM QUANDO UM AMOR SE ACABA
SÓ COM OUTRO É QUE SE APAGA
AS MARCAS QUE FICAR
ESPERO QUE ISSO ACONTEÇA
MAS AMAR QUEM NÃO MEREÇA
NUNCA MAIS EU HEI DE AMAR

(Mario Almeida)

Nenhum comentário:

Postar um comentário