Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Fiz tudo para ficar,Não deu certo, vou embora.

Lhe dei o meu sobre nome,
Eliminei empecilhos,
Lhe dei casa, amor e filhos,
Juntos não passamos fome;
Tudo que a mulher consome
Dei a você toda hora,
Nunca lhe deixei de fora
Dos meus deveres do lar.
Fiz tudo para ficar
Não deu certo, vou embora.

Eu lhe devotei amor,
Como mais ninguém devota,
Mas vi que o amor desbota
Igual a tinta na cor;
Igual perfume na flor,
Que inebria a aurora,
Mas vem a brisa da flora
E o leva a outro lugar
Fiz tudo para ficar
Não deu certo, vou embora.

Um imensurável tédio
Tomou conta de nós dois;
Posso até voltar depois,
Mas ficar, não há remédio!
Estou na porta do prédio,
Com um pé dentro outro fora!
Já vi que você não chora,
Eu também não vou chorar!
Fiz tudo para ficar
Não deu certo, vou embora.

Daudeth Bandeira, João Pessoa, janeiro de 2009
Blog de Leo Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário