Blog Sertão Poeta, Anuncie!

quarta-feira, 28 de março de 2012

Contrato



Eu proponho fazermos um trato
Por as regras num contrato
pra nós dois agora
Ir direto daqui pro cartório,
Eu te peço, te imploro
vamos sem demora.
Assim vai ficar tudo acordado
Registrado, assinado
como promissória.
Um juiz e dois advogados
Pra deixar tudo amarrado
Sem escapatória
Vinte cláusulas, dez suas e dez minhas.
Todas bem explicadinhas
num ex-papel branco
Obrigando-nos andar na linha
Sem pretexto de desculpa,
culpando barrancos.
Seu amor por mim é abstrato,
argumentos contra fatos, tão muito distante.
Se você não quiser o contrato
considere-se sem mim de hoje por diante
Se você assinar o contrato
que nunca vai me deixar eu fico acreditando
Todo amor que eu tiver vou lhe dar
Você vai ver que a nossa história tá só começando

Dorgival Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário