Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 5 de maio de 2015

Catarine Aragão

Arquivo Catarine facebook
Eu não quero pensar na despedida
Pois dói muito lembrar que vou embora
Sinto o quanto machuca uma partida
Quando vejo que está chegando a hora
Meu reinado foi rápido como um furto 
E o meu tempo em Sumé foi muito curto
Mesmo assim foi imensa a alegria
Novamente a saudade me afeta
Que a partida forçada de um poeta
Deixa um rastro de dor e poesia


Poetisa Catarine Aragão

Deus me vendo sozinha na jornada
Quis me dar um motivo de alegria
Muito além do meu dom de poetisa
Deu também uma doce companhia
E apesar de não ter o mesmo sangue
Eu ganhei uma irmã na poesia

Catarine Aragão
— com Thaiana Campos em Monteiro -Pb.

Quando a saudade me fura
Nas veredas do caminho
É preciso eu matar ela
Pra retirar o espinho
E essa danada só morre
Se eu regressar pro meu ninho


Catarine Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário