Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Eu sou pouco pra você

Sou tão pouco meu bem,sou quase nada!
sou somente um poeta sonhador
minha mãe foi uma santa abençoada
e papai não passou de um lavrador
me criei nesta vida um tanto dura
ajudando papai na agricultura
e vendo a seca torrar minha esperança
de lazer meu amor,não tive nada!
pois quem cresce no cabo de um enxada
não tem tempo se quer de ser criança.

Foi assim que eu passei a minha vida
sem direito a amar nem querer bem
e apesar da infância tão sofrida
não invejo viver de seu ninguém
nunca tive direito a um brinquedo
o que eu tinha era um calo em cada dedo
pra provar q eu cuidei da plantação
cultivei esta terra seca e dura
e apesar dessa vida de amargura
eu me orgulho em ser filho do sertão.

Apesar de também ser sertaneja
nós dois somos bastantes diferentes
sua vida foi dada de bandeja
você teve os melhores pretendentes
cada qual mais bem visto pelo povo
com dinheiro no banco,carro novo
e se quer algum dia passou fome
mas você se envolveu com este matuto
operário da roça,pobre e bruto
que mal sabe escrever o próprio nome.

Eu sou pobre meu bem,sem condição
mas por isso eu não sou um marginal
e nem penso em sair do meu sertão
pra viver nos porões da capital
o que eu quero é morar num pé de serra
retirando o sustento dessa terra
bem distante de um mundo sub humano
desenhar minha vida numa tela
e me casar com uma moça pura e bela
que me dê um menino todo ano.

Mas se tu realmente diz me amar
com total segurança e com certeza
e aceitar meu convite pra o altar
dando as costas pra o lucro e pra riqueza
vou trazer-te meu bem pra meu ranchinho
te tratar com amor e com carinho
da maneira que assim eu sempre fiz
que o amor sendo puro,a tudo encobre
e o mundo vai ver que um cabra pobre
também pode fazer mulher feliz.

Autor: Welton Melo
São José do Egito-PE, 02/11/201
Fonte:Blog de Leo Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário