Blog Sertão Poeta, Anuncie!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Sou

Sou a parte que não sei
Sou o surreal da arte
Sou a parte a qual faltei
Sou a parte em toda parte
Que se parte em pedacinhos
Sou vários pequenininhos
Sou até o que sobrou
E o que digo andando a esmo?
Se o que vejo de mim mesmo
É tal parte que não sou.

Kerlle de Magalhães
Fonte:Blog (Ser) Tão Poetas

Nenhum comentário:

Postar um comentário