Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Não existe quem viva sem saudade, Nem saudade que dure sem razão.

Quando a tormenta viaja ao seu encontro
E você põe-se a pagar pelos castigos
Ao chorar você pede o reencontro
Ora a Deus pra ter por perto os amigos
Agradece por tê-los como abrigos
Sente firmeza por eles serem teu chão
Já não tendo mais mágoa no coração
Cai a tormenta, reina a felicidade
Não existe quem viva sem saudade
Nem saudade que dure sem razão.

Autor desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário