Blog Sertão Poeta, Anuncie!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

POEMA MAIS UMA CHANCE

VOU FAZER UMA NOVA TENTATIVA
COMO A PLANTA QUE DENTRO DAS ESCOLHAS
NECESSITA PERDER AS PRÓPRIAS FOLHAS
PRA GANHAR O DIREITO DE ESTAR VIVA
SE A RAIZ DO PERDÃO FOR DECISIVA
PRA NUTRIR O QUE PODE UNIR A GENTE
VOU VIRAR UMA PLANTA DIFERENTE
MAS VOCÊ NEM PRECISA VIRAR FLOR!
"VOU DAR MAIS UMA CHANCE A ESSE AMOR
NEM QUE EU SEJA FRUSTRADO NOVAMENTE"

BASEADO NO TOPO DA VERDADE
QUE PROTEGE INFELIZ, ERRADO E LOUCO
VOU TENTAR OUTRA VEZ DESCER UM POUCO
DO TIJOLO DA MINHA VAIDADE
PRA NÃO TER QUE JULGAR SUA VONTADE
COM MAIS UMA VONTADE INTRANSIGENTE
POSSA SER QUE A RAZÃO SEJA INOCENTE
E O REMORSO CONDENE A MINHA DOR
"VOU DAR MAIS UMA CHANCE A ESSE AMOR
NEM QUE EU SEJA FRUSTRADO NOVAMENTE"

POETA :ZÉ ADALBERTO /POEMA MAIS UMA CHANCE
Enviado por Lucivânia Bernardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário